quinta-feira, 30 de julho de 2009

trabalho demais.

Acordo de manhã , com aquele baralho insuportável.
Fico acordada olhando o teto , ainda não consigo processar nenhuma informaçãoe então ...
lembro das coisas importantes para mim...
Meu pé encontra com o chão gelado,
eu corro nas pontas dos pés para ligar a luz ,
e quando acende aquele claro,
olho o meu quarto para verificar se está tudo como eu tinha deixado na minha noite anterior...
está tudo lá, como deixei.
Me visto com muita preguiça e cobrindo as algumas partes núas do frio,
escovo meus dentes ,
e saio as 6:30 em ponto ,
sem me atrasar .
O frio batendo no meu rosto e minhas mãos ja estão quase roxas ,
está frio.
e eu caminho .
Quase nenhum movimento ou trânsito nas ruas,
passo pelas árvores nenhum som ,
a não ser o som dos pássaros ,
como são muitos.
Caminho mais um pouco e pessoas iguais a mim começam a surgir .
Estou chegando ao meu destino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário