domingo, 13 de maio de 2012

...Aos que colecionam.

Mas se eu ao menos não lembrasse, não me importasse, tenho certeza que tudo seria mais facil. Tenho sentido falta de tudo, de todos aqueles que ficaram para tras, e em especial voce, que já não faz mais parte da minha rotina e já não é mais motivo dos meus sorrisos, agora voce não passa do culpado por minhas lagrimas. Ainda não consegui entender por que sempre um amor se transforma em dor. Não consigo aceitar que quem um dia foi o meu mundo se tornou só mais um que já passou por ele. Antes não ficavamos um dia sem nos ver e veja agora, nem nos falamos mais. Não me lembro da ultima vez que te vi, muito menos a ultima vez que te vi sorrir. Isso me deixa tão mal, eu amo tanto o seu riso, ainda mais quando estou junto, rindo tambem. Só quero que voce saiba que mesmo assim, mesmo depois do tempo, da decepção, da dor e da chaga.. eu ainda consigo sentir aquela saudade de quando só bastava voce para eu estar feliz. Não consigo mais me lembrar de como eu era antes de te conhecer, só existe agora, eu durante voce, e eu depois de voce. Mas isso... isso não importa mais não é? ;/

quinta-feira, 10 de maio de 2012

transição

 Agora que voce realmente se foi
tudo esta mais claro... quem eu sou está bem mais nítido agora.
não há inverno e nem verão, há um meio termo, um equilibrio de mente e alma.
o meu destino já esta traçado, para o bem é claro, não pretendo mais cair... pelo menos não na sua frente.
e o que era bom, esta guardado... e o que era ruim, nem me lembro mais da dor.
talvez seja pelo fato de eu nao ter sido tão machucada, mas pelo fato de machucar tanto.
ferir alguem é a pior sensação que ja senti, ainda mais ferir alguem que nos quer bem.
     O vento que antes era forte e derradeiro, só me tras agora esperança
to preparando à mim, para... o que esta por vim.


segunda-feira, 7 de maio de 2012

ei, colecionador de decepções... ah! nada não...

terça-feira, 1 de maio de 2012

Imola II

e agora zé?
que perdi o emprego, meus amigos já não são meus amigos, dinheiro não tem, amor tambem não
minha droga esta em falta e o que me resta não me satisfaz
e agora em zé?
se o que eu sou é o contrario do que a sociedade quer que eu seja, e o contrario tambem não me satifaz
a comida nao satisfaz o que eu tenho não satisfaz, alias, o que eu tenho?
e agora em zé?
que nessa constante insatisfação comigo mesma, me vejo infeliz procurando sem querer achar a felicidade
não sei em que espelho ou em que face perdeu minha doce simplicidade
e agora que meus planos se foram pro ar, não pela segunda vez mas pela vez que já nem me lembro mais
ta faltando força zé, força de querer continuar, de levantar a cabeça e sei la quando continuar a caminhar
to cansada de levantar e cair e não ter ninguem para me ajudar a levantar