quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Qual é o seu problema?
por que não se decida logo se é doce ou amargo. Voce fica no verão e no inverno, no céu e no inferno, voando ou deitado no chão. Deixa de mistério, se descasca, por que eu tenho certeza que tem alguem ai que é incrivel. Alguem que talvez ninguem nunca conheceu, alguem que tem o coração enorme, alguem que eu sei... que só quer ser entendido. Eu pulo com voce, de mãos dadas, se voce quiser. Pode se apoiar em mim. Não precisa ser assim, gelatina por dentro e rapadura por fora. Descansa essas armaduras, vai...
Eu não quero te machucar, posso voar com voce se for preciso... eu só quero fazer parte da sua vida.


quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

acho que voce fica mais atraente depois que voce leva um pé na bunda. Certeza que é o mundo querendo te compensar por isso. Por que toda vez que eu levo um pé na bunda, sempre surge outra pessoa pra voce gostar se divertir, dividir os momentos e levar outro pé na bunda. Que maravilhoso isso ne ! esse sim meus amigos, é o ciclo da vida (: divirtam-se!

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

o amor mais lindo que ja vi

E ela tinha o sorriso mais lindo que já vi, sorria com os olhos, não há quem duvidasse que ela era oriental, apesar de não ser.
Tinha um corpo de menina moça, mas que mexia com a minha cabeça quando sambava.
tinha uma respiração leve que não me incomodava quando dormia ao meu lado
um cabelo que caia por seus ombros, que sempre havia um fio de cabelo grudado no nosso suor.
Ah que menina linda, estava apaixonado, pensei.
Poderia me aproximar mais
Poderia deixar ela ali, pra olhar quando quiser olhar
mas entao me decidi, não posso deixar uma flor tão rara escapar, vou pedi-la
vou pedi-la para ser minha !
pediu...
- sim meu amor ! eu aceito ser seu amor por tres dias! serei só sua !

( Foi o amor mais lindo que ja vi )

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

dúvidas das 19 horas

eu que não te conheço, sentia que já conhecia bem. Eu que brincando, acabei me apaixonando. Eu que sem querer fiquei assim, com o coração a bater.
 que boba eu, gostar de alguem sem querer.
Voce que não entendo e que não quero entender.
 Voce que não quero mais ver, que não quero mais ter, se não for pra ser só meu, de quem há de ser ?
Voce que nunca me viu dançando. Voce que nunca me viu cantando. Voce que nunca me viu cozinhando que estava ocupado, interessado em outro viver.
 quer saber?
não tenho tempo a perder com alquem que não vai me tira pra dançar. Não nasci pra esperar, nasci pra fazer acontecer, se não for contigo, então com quem será ?

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

pronto, paguei a minha pena, carreguei minha cruz, paguei meus pecados, senti o gosto da amargura que foi machucar voce. Te escrevi milhões de texto e não tive a resposta de sequer um deles. Não estou chorando, não estou triste, não estou lamentando... estou dizendo que estamos bem pela primeira vez desde que nos separamos, estamos quites. Senti o gosto da solidão, o gosto de ainda gostar ''secretamente'', o gosto de não ser correspondida, agora, meu colecionador, estamos quites. Não é um adeus, não confunda esse texto com mais um adeus. Isto é mais uma carta de alforria dos meus sentimentos que a muito tempo estavam condenados pela culpa da dor que te provoquei. Não é um adeus ao amor doente, é uma liberdade dele ir e vim, é a liberdade minha de não doer mais por ele nao poder ficar. Estás livre amargura, podes ir, podes voltar... mas jamais permanecer!
De Casulo de Borboleta. 

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

seculo XXI-a cidade sem mar

Querido Marinheiro, ja perdi as contas de quantas vezes lhe escrevi, gostaria de poder escrever mais sobre outras coisas. Quem diria que a minha inspiração se tornou carnal, quem diria que um simples estado de alma se tornou voce ? Querido marinheiro, se queres ir, vá. Mas pense bem, logo vamos nos encontrar e  sei que voce vai querer me ver dançar. Ver dançar em seus braços, do toque da pele macia do cheiro de cigarro mentolado que voce odeia,mesmo que não fale, meu querido colecionador de decepções. Ou talvez eu já esteja velha, e precise de mais aspirinas já que falo para um Marinheiro que não me responde, para um Marinheiro que não me olha no olho e que não me toca a mão. Sou arpão aos seus olhos, ele sabe, nós sabemos... que se nos aproximarmos, iriei lhe atravessar o coração e mais uma vez Marinheiro, tu irá morrer em meus braços. Não quero que seus lábios fiquem frios, por isso irei beija-los mais uma vez, te darei o calor do meu amor e em troca quero um pouco de afeto. Tirarei minhas sapatilhas para me deitar junto ao seu corpo com seu cheiro de peixe, e rolar em meio a sua pele cascada. Quer me ver ao palco do camarim e cuspir me a cara por aquele meu ato tão mirim. Te vejo em breve Marinheiro, quando entrar a bordo, vou chorar pelo desvaneio e nunca mais vou esquecer do teu cheiro.
Um beijo
de sua Bailarina

sábado, 2 de fevereiro de 2013

hoje vi um filme que não te recomendo, mas caso queira ver mesmo assim... se chama blue valentine (eternos namorados)